quarta-feira, 16 de março de 2011




Um homem Inteligente Falando das Mulheres
O desrespeito à natureza tem afetado a sobrevivência de vários seres e entre os mais ameaçados está a fêmea da espécie humana.
Tenho apenas um exemplar em casa,que mantenho com muito zelo e dedicação, mas na verdade acredito que é ela quem me mantém. Portanto, por uma questão de auto-sobrevivência, lanço a campanha 'Salvem as Mulheres!'
Tomem aqui os meus poucos conhecimentos em fisiologia da feminilidade a fim de que preservemos os raros e preciosos exemplares que ainda restam:
Habitat
Mulher não pode ser mantida em cativeiro. Se for engaiolada, fugirá ou morrerá por dentro. Não há corrente que as prenda e as que se submetem à jaula perdem o seu DNA. Você jamais terá a posse de uma mulher, o que vai prendê-la a você é uma linha frágil que precisa ser reforçada diariamente.
Alimentação correta
Ninguém vive de vento. Mulher vive de carinho. Dê-lhe em abundância. É coisa de homem, sim, e se ela não receber de você vai pegar de outro. Beijos matinais e um 'eu te amo’ no café da manhã as mantém viçosas e perfumadas durante todo o dia. Um abraço diário é como a água para as samambaias. Não a deixe desidratar. Pelo menos uma vez por mês é necessário, senão obrigatório, servir um prato especial.  
Flores
Também fazem parte de seu cardápio – mulher que não recebe flores murcha rapidamente e adquire traços masculinos como rispidez e brutalidade.  
Respeite a natureza
Você não suporta TPM? Case-se com um homem. Mulheres menstruam, choram por nada, gostam de falar do próprio dia, discutir a relação? Se quiser viver com uma mulher, prepare-se para isso.  
Não tolha a sua vaidade
É da mulher hidratar as mechas, pintar as unhas, passar batom, gastar o dia inteiro no salão de beleza, colecionar brincos, comprar muitos sapatos, ficar horas escolhendo roupas no shopping. Entenda tudo isso e apoie.  
Cérebro feminino não é um mito
Por insegurança, a maioria dos homens prefere não acreditar na existência do cérebro feminino. Por isso, procuram aquelas que fingem não possuí-lo (e algumas realmente o aposentaram!). Então, aguente mais essa: mulher sem cérebro não é mulher, mas um mero objeto de decoração. Se você se cansou de colecionar bibelôs, tente se relacionar com uma mulher. Algumas vão lhe mostrar que têm mais massa cinzenta do que você. Não fuja dessas, aprenda com elas e cresça. E não se preocupe, ao contrário do que ocorre com os homens, a inteligência não funciona como repelente para as mulheres.  
Não faça sombra sobre ela
Se você quiser ser um grande homem tenha uma mulher ao seu lado, nunca atrás. Assim, quando ela brilhar, você vai pegar um bronzeado. Porém, se ela estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda.  
Aceite: mulheres também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar. O homem sábio alimenta os potenciais da parceira e os utiliza para motivar os próprios. Ele sabe que, preservando e cultivando a mulher, ele estará salvando a si mesmo. 
É, meu amigo, se você acha que mulher é caro demais, vire gay. 
Só tem mulher quem pode!
 
  
Luiz Fernando Veríssimo 

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Olhe antes pra dentro de si !



Recém casados
Um casal, recém-casados, mudou para um bairro muito tranqüilo.

Na primeira manhã que passavam na casa, enquanto tomavam café, a mulher reparou através da janela uma vizinha que pendurava os lençóis no varal e comentou com o marido:

- Que lençóis sujos ela está pendurando no varal.

- Está precisando de um sabão novo. Se eu tivesse intimidade, perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!

O marido observou calado.

Alguns dias depois, novamente, durante o café da manhã, a vizinha pendurava os lençóis no varal e a mulher comentou com o marido:

- Nossa vizinha continua pendurando os lençóis sujos!

- Se eu tivesse intimidade, perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!

E assim, a cada dois ou três dias, a mulher repetia seu discurso, enquanto a vizinha pendurava suas roupas no varal.

Passado um mês a mulher se surpreendeu ao ver os lençóis muito brancos sendo estendidos, e empolgada foi dizer ao marido:

- Veja, ela aprendeu a lavar as roupas. Será que a outra vizinha ensinou??? Porque eu não fiz nada.

O marido calmamente respondeu:

- Não, hoje eu levantei mais cedo e lavei os vidros da nossa janela!

E assim é.

Tudo depende da janela, através da qual observamos os fatos.

Antes de criticar, verifique se você fez alguma coisa para contribuir; verifique seus próprios defeitos e limitações.

Devemos olhar, antes de tudo, para nossa própria casa, para dentro de nós mesmos.

Homem fiel não tem preço!!!



ELE CONTANDO . . .

Depois de uma noite daquelas...acordei com uma baita ressaca, e do lado
da cama tinha um copo d'água e duas aspirinas.

Olhei em volta e vi minha roupa passada e pendurada.

O quarto estava em perfeita ordem.

Havia um bilhete de minha mulher:

Querido, deixei seu café pronto na cozinha. Fui ao supermercado.Beijos.

Desci e encontrei uma mesa cheia, café esperando por mim.

Perguntei à minha filha:

- O que aconteceu ontem?

- Bem, pai, você chegou às 3 da madrugada, completamente bêbado,
vomitou no tapete da sala, quebrou móveis, urinou na cristaleira antes
de chegar no quarto.

- E por que está tudo arrumado, café preparado, roupa passada,
aspirinas para a ressaca e um bilhete amoroso da sua mãe?

- Bem, é que mamãe o arrastou até a cama e, quando ela estava tirando a
sua calça, você gritou:


'NÃO FAÇA ISSO MOÇA, EU SOU CASADO!'

* Ressaca: 70 reais.
* Móveis destruídos: 1.200 reais.
* Café da manhã: 20 reais.
* Dizer a frase certa no momento certo: Não tem preço!


segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

ENTRE TER RAZÃO E SER FELIZ.O QUE VOCÊ ESCOLHE?










O TEXTO É BEM PEQUENININHO E INTERESSANTE P/ PENSAR A RESPEITO..." SER FELIZ OU TER RAZÃO ?  "

Para reflexão....

Oito da noite, numa avenida movimentada. O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos. O endereço é novo e ela consultou no mapa antes de sair. Ele conduz o carro. Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda. Ele tem certeza de que é à direita. Discutem. Percebendo que além de atrasados, poderiam ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida. Ele vira à direita e percebe, então, que estava errado. Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz o retorno. Ela sorri e diz que não há nenhum problema se chegarem alguns minutos atrasados. Mas ele ainda quer saber: - Se tinhas tanta certeza de que eu estava indo pelo caminho errado, devias ter insistido um pouco mais... E ela diz: - Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estávamos à beira de uma discussão, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite!

MORAL DA HISTÓRIA:

Esta pequena história foi contada por uma empresária, durante uma palestra sobre simplicidade no mundo do trabalho. Ela usou a cena para ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independentemente, de tê-la ou não. Desde que ouvi esta história, tenho me perguntado com mais freqüência: 'Quero ser feliz ou ter razão?' Outro pensamento parecido, diz o seguinte: 'Nunca se justifique. Os amigos não precisam e os inimigos não acreditam.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

O SEGREDO DO CASAMENTO!!








 
 
Meus amigos separados não cansam de me perguntar como eu consegui ficar casado trinta anos com a mesma mulher. As mulheres, sempre mais maldosas que os homens, não perguntam a minha esposa como ela consegue ficar casada com o mesmo homem, mas como ela consegue ficar casada comigo.
Os jovens é que fazem as perguntas certas, ou seja, querem conhecer o segredo para manter um casamento por tanto tempo.
Ninguém ensina isso nas escolas, pelo contrário. Não sou um especialista do ramo, como todos sabem, mas, dito isso, minha resposta é mais ou menos a que segue.
Hoje em dia o divórcio é inevitável, não dá para escapar. Ninguém agüenta conviver com a mesma pessoa por uma eternidade. Eu, na realidade, já estou em meu terceiro casamento - a única diferença é que me casei três vezes com a mesma mulher. Minha esposa, se não me engano, está em seu quinto, porque ela pensou em pegar as malas mais vezes do que eu.
O segredo do casamento não é a harmonia eterna. Depois dos inevitáveis arranca-rabos, a solução é ponderar, se acalmar e partir de novo com a mesma mulher. O segredo no fundo, é renovar o casamento, e não procurar um casamento novo. Isso exige alguns cuidados e preocupações que são esquecidos no dia-a-dia do casal. De tempos em tempos, é preciso renovar a relação. De tempos em tempos, é preciso voltar a namorar, voltar a cortejar, voltar a se vender, seduzir e ser seduzido.
Há quanto tempo vocês não saem para dançar? Há quanto tempo você não tenta conquistá-la ou conquistá-lo como se seu par fosse um pretendente em potencial? Há quanto tempo não fazem uma lua de mel, sem os filhos eternamente brigando para ter a sua irrestrita atenção?
Sem falar nos inúmeros quilos que se acrescentaram a você, depois do casamento. Mulher e marido que se separam perdem 10 quilos num único mês, por que vocês não podem conseguir o mesmo? Faça de conta que você está de caso novo. Se fosse um casamento novo, você certamente passaria a freqüentar lugares desconhecidos, mudaria de casa ou apartamento, trocaria seu guarda-roupa, os discos, o corte de cabelo e a maquiagem. Mas tudo isso pode ser feito sem que você se separe de seu cônjuge.
Vamos ser honestos: ninguém agüenta a mesma mulher ou marido por trinta anos com a mesma roupa, o mesmo batom, com os mesmos amigos, com as mesmas piadas. Muitas vezes não é sua esposa que está ficando chata e mofada, são os amigos dela (e talvez os seus), são seus próprios móveis com a mesma desbotada decoração. Se você se divorciasse, certamente trocaria tudo, que é justamente um dos prazeres da separação. Quem se separa se encanta com a nova vida, a nova casa, um novo bairro, um novo círculo de amigos.
Não é preciso um divórcio litigioso para ter tudo isso. Basta mudar de lugares e interesses e não se deixar acomodar. Isso obviamente custa caro e muitas uniões se esfacelam porque o casal se recusa a pagar esses pequenos custos necessários para renovar um casamento. Mas, se você se separar, sua nova esposa vai querer novos filhos, novos móveis, novas roupas, e você ainda terá a pensão dos filhos do casamento anterior.
Não existe essa tal "estabilidade do casamento", nem ela deveria ser almejada. O mundo muda, e você também, seu marido, sua esposa, seu bairro e seus amigos. A melhor estratégia para salvar um casamento não é manter uma "relação estável", mas saber mudar junto. Todo cônjuge precisa evoluir, estudar, aprimorar-se, interessar-se por coisas que jamais teria pensando fazer no início do casamento. Você faz isso constantemente no trabalho, por que não fazer na própria família? É o que seus filhos fazem desde que vieram ao mundo.
Portanto, descubra o novo homem ou a nova mulher que vive ao seu lado, em vez de sair por aí tentando descobrir um novo e interessante par. Tenho certeza de que seus filhos os respeitarão pela decisão de se manterem juntos e aprenderão a importante lição de como crescer e evoluir unidos apesar das desavenças. Brigas e arranca-rabos sempre ocorrerão: por isso, de vez em quando é necessário casar-se de novo, mas tente fazê-lo sempre com o mesmo par.

Stephen Kanitz é administrador por Harvard

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Para meu amor Valdo de Paula com carinho...









Esse video representa o que sinto pela pessoa que amo,a pessoa que sempre esteve ao meu lado,me ajudou em minhas lagrimas e compartilhou de meus sorrisos,a pessoa que qdo todos era contra mim ,ele foi por mim e comigo ...Meu marido,amo-te de todo meu coração!!!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Relacionamento comportamental entre homem e mulher: Bom Humor,Tristeza e o Saber!!(O amor)

Relacionamento comportamental entre homem e mulher: Bom Humor,Tristeza e o Saber!!(O amor)

Bom Humor,Tristeza e o Saber!!(O amor)








Havia uma vez uma ilha, na qual viviam todos os sentimentos e valores do homem:
O Bom Humor, a Tristeza, o Saber...
Como também todos os outros, incluindo o Amor.
Um dia avisaram os sentimentos que a ilha estava prestes a afundar-se.
Então, todos prepararam os seus barcos e partiram. Unicamente o Amor ficou, esperando sozinho, até ao último momento.
Quando a ilha estava a ponto de desaparecer no mar, o Amor decidiu pedir ajuda.
A Riqueza passou perto do Amor num barco luxuosíssimo e o Amor disse-lhe:
“Riqueza, podes-me levar contigo?”
“Não posso porque tenho muito ouro e prata dentro do meu barco e não há lugar para ti.”
Então, o Amor decidiu pedir ao Orgulho que estava passando numa magnífica barca:
“Orgulho, rogo-te, podes-me levar contigo?”
“Não posso levar-te, Amor...” respondeu o Orgulho: “Aqui tudo é perfeito, poderias arruinar-me a barca”.
Então, o Amor disse à Tristeza que se estava aproximando:
“Tristeza, peço-te, deixa-me ir contigo.”
“Óh, Amor” respondeu a Tristeza, “estou tão triste que necessito estar só”.
Logo, o Bom Humor passou em frente ao Amor; mas dava gargalhadas tão altas, que não ouviu que o estavam a chamar.
De repente uma voz disse:
“Vem Amor, levo-te comigo...”
Era um velho o que havia chamado.
O Amor se sentiu tão contente e cheio de alegria que se esqueceu de perguntar o nome ao velho.
Quando chegou a terra firme, o velho desapareceu.
O Amor deu-se conta de quanto devia ao velho e, assim, perguntou ao Saber:
“Saber, podes dizer-me quem me ajudou?”
“Foi o Tempo”, respondeu o Saber.
“O Tempo?”, perguntou-se o Amor,
“Porque será que o Tempo me ajudou?”.
O Saber, cheio de sabedoria, respondeu:
“Porque só o Tempo é capaz de compreender quão importante é o Amor na Vida”


quarta-feira, 3 de novembro de 2010





VOCÊ É SUBSTITUÍVEL?
Será mesmo que você é substituível ?
Na sala de reunião de uma multinacional o diretor nervoso
fala com sua equipe de gestores.
Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada
um ameaça: "ninguém é insubstituível".
A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio
ao silêncio.
Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça. Ninguém
ousa falar nada. De repente um braço se levanta e o diretor
se prepara para triturar o atrevido:
- Alguma pergunta?
- Tenho sim. E Beethoven?
- Como? - o encara o gestor confuso.
- O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem
substituiu Beethoven?
Silêncio.
O funcionário fala então:
- Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional
que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso.
Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter
talentos, mas, no fundo continuam achando que os
profissionais são peças dentro da "máquina"(organização) e
que, quando sai um, é só encontrar outro para por no lugar.
Quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi?
Frank Sinatra? Garrincha? Santos Dumont? Monteiro Lobato?
Elvis Presley? Os Beatles? Jorge Amado? Pelé? Paul Newman?
Tiger Woods? Albert Einstein? Picasso? Zico?
Todos esses talentos marcaram a história fazendo o que
gostam e o que sabem fazer bem, ou seja, fizeram seu talento
brilhar. E, portanto, são sim insubstituíveis.
Cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento
direcionado para alguma coisa. Está na hora dos líderes das
organizações reverem seus conceitos e começarem a pensar em
como desenvolver o talento da
sua equipe focando no brilho de seus pontos fortes e não
utilizando energia em reparar seus 'erros/ deficiências'.
Ninguém lembra e nem quer saber se Beethoven era surdo, se
Picasso era instável, Caymmi preguiçoso, Kennedy
egocêntrico, Elvis paranóico ...
O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias,
obras de arte, discursos memoráveis e melodias
inesquecíveis, resultado de seus talentos.

Cabe aos líderes de sua organização mudar o olhar sobre a
equipe e voltar seus esforços em descobrir os pontos fortes
de cada membro .
Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu
projeto.

Se seu gerente/coordenador/diretor, ainda está focado em
'melhorar as  fraquezas' de sua equipe corre o risco de ser
aquele tipo de líder/técnico, que barraria Garrincha por ter
as pernas tortas, Albert Einstein por ter notas baixas na
escola, Beethoven por ser surdo. E na gestão dele o mundo
teria perdido todos esses talentos.


Seguindo este raciocínio, caso pudessem mudar o curso
natural, os rios seriam retos não haveria montanha, nem
lagoas nem cavernas, nem homens nem mulheres, nem sexo, nem
chefes nem subordinados . . .apenas peças.
Nunca me esqueço de quando o Zacarias dos Trapalhões 'foi
pra outras moradas'. Ao iniciar o programa seguinte, o Dedé
entrou em cena e falou mais ou menos assim: "Estamos todos
muito tristes com a 'partida' de nosso irmão Zacarias... e
hoje, para substituí-lo, chamamos:.... Ninguém ... pois
nosso Zaca é insubstituível"

Portanto nunca esqueça: Você é um talento único... com toda
certeza ninguém te substituirá!

"Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo,
mas posso fazer alguma coisa. Por não poder fazer tudo, não
me recusarei a fazer o pouco que posso. "

" No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que
voce é,  e outras, que não vão gostar tanto de você, pelo
mesmo motivo.

Acostume-se...."






MUITO BOM MESMO!!!!!!O VALOR DE UMA DONA DE CASA

 
Um homem chegou em casa, após o trabalho, e encontrou seus três filhos brincando do lado de fora, ainda vestindo pijamas.

Estavam sujos de terra, cercados por embalagens vazias de comida entregue em casa.

A porta do carro da sua esposa estava aberta.

A porta da frente da casa também.

O cachorro estava sumido, não veio recebê-lo.

Enquanto ele entrava em casa, achava mais e mais bagunça.

A lâmpada da sala estava queimada, o tapete estava enrolado e encostado na parede.

Na sala de estar, a televisão ligada aos berros num desenho animado qualquer, e o chão estava atulhado de brinquedos e roupas espalhadas.

Na cozinha, a pia estava transbordando de pratos; ainda havia café da manhã na mesa, a geladeira estava aberta, tinha comida de cachorro no chão e até um copo quebrado em cima do balcão.

Sem contar que tinha um montinho de areia perto da porta.

Assustado, ele subiu correndo as escadas, desviando dos brinquedos espalhados e de peças de roupa suja.

'Será que a minha mulher passou mal?' ele pensou.

'Será que alguma coisa grave aconteceu?'

Daí ele viu um fio de água correndo pelo chão, vindo do banheiro.

Lá ele encontrou mais brinquedos no chão, toalhas ensopadas, sabonete líquido espalhado por toda parte e muito papel higiênico na pia.

A pasta de dente tinha sido usada e deixada aberta e a banheira transbordando água e espuma.

Finalmente, ao entrar no quarto de casal, ele encontrou sua mulher ainda de pijama, na cama, deitada e lendo uma revista.

Ele olhou para ela completamente confuso, e perguntou: Que diabos  aconteceu aqui em casa?

Por que toda essa bagunça?

Ela sorriu e disse:

- Todo dia, quando você chega do trabalho, me pergunta:

'- Afinal de contas, o que você fez o dia inteiro dentro de casa?'
-'Bem... Hoje eu não fiz nada, FOFO !!!!

 
...conclusão.....
muitas vezes deixamos por valorizar pequenas coisas que fazem grande diferença!!

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

A flor da amizade








Esse video foi uma amiga que fez ,dedicado a mim,uma pessoa que aprendi a amar,respeitar com tudo que é ,esse tipo de amizades onde independente das diferenças se há o respeito das ideais contrarios e forma de agir diferente,isso é o verdadeiro amor que Deus quer que tenhamos de um pra com o outro ,colocá-lo aqui em meu espaço(blog),é uma forma que tenho de homengia-la também (Márcia)uma pessoa que muito tem me ensinado e que creio que também muito tem aprendido.Pois Deus nos coloca um na vida do outro pra passar algo e também pra deixar algo.Nossa amizade tem se fortalecido,na alegria e nas tristezas .;)

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

AMOR!!

A palavra amor (do latim amor) presta-se a múltiplos
 significados na língua portuguesa.
Pode significar afeição, compaixão, misericórdia, ou ainda, inclinação, atração, apetite, paixão,
 querer bem, satisfação,
conquista, desejo, libido, etc.
O conceito mais popular de amor envolve, de modo geral,
a formação de um vínculo emocional com alguém,
ou com algum objeto
 que seja capaz de receber este comportamento amoroso
e enviar os estímulos sensoriais e psicológicos necessários
 para a sua manutenção e motivação.

Atração é o ponto inicial de todo amor.
Esta atração pode ser física, bem como mental.
Somente aqueles que estão apaixonados
decidem o limite do amor.
Este não pode estar demarcado por fronteiras.

Muitas vezes tenho comparado o amor virtual
 à concepção vulgar de amor platônico.

Amor platônico é uma expressão usada para
designar um amor ideal.
 Um sentido popular pode ser o de um amor impossível de se realizar,um amor perfeito e puro.
Para Platão o amor é um princípio cósmico.
Ele afirmou que o amor é uma escada com sete degraus,
que vai do amor por uma pessoa até o amor pelas realidades superiores do universo.
 Diz que, mesmo que eu me apaixone por uma pessoa, atraído por qualidades, fixar-me exclusivamente nessa pessoa é permanecer no primeiro degrau de uma escada que possui muitos outros.
O passo inicial nessa escada, para a maioria das pessoas,
ocorre através do amor físico.
Platão diz que o ser humano busca a imortalidade através da pessoa amada, por meio da procriação.
Entretanto, fixar-se nesse primeiro degrau
 é permanecer parado, em comparação a tudo o que uma pessoa pode vir a ser.
Isso não quer dizer que Platão negue o corpo
ou o amor físico.
Ele apenas afirma que, se eu deixar de ampliar esse relacionamento e não subir até os outros seis degraus, irei permanecer estagnado.
Os passos seguintes serão um desdobramento natural
da condição humana.

Trata-se, contudo, de uma má interpretação da filosofia de Platão, quando vincula o atributo "platônico"
ao sentido de algo existente apenas no plano das idéias.
Porque Idéia em Platão não é uma cogitação da razão
 ou da fantasia humana.
É a realidade essencial.
O mundo da matéria seria apenas uma sombra que
 lembraria a luz da verdade essencial.
Platão diz que o amor "é uma loucura, que é dádiva divina,
fonte das principais bênçãos concedidas ao homem."
Ele tem uma visão muito exaltada do amor entre os sexos e, na verdade, não quer que subestimemos
 o seu alcance e significado.
Ele emprega o termo loucura para se referir ao primeiro degrau,porque, sob a influência da paixão física, perdemos de vista perspectivas e prioridades.
A alma anseia tanto pelo contato com a outra pessoa que perde o juízo.
Quando você está apaixonado, é como se o universo estivesse concentrado na outra pessoa.
Isso não é necessariamente falso.
Platão diz que, em certo sentido, o universo realmente
 está nessa pessoa.
Você só precisa transformar essa dimensão e ver não apenas a pessoa, mas o universo nela.

Um amor platônico é caracterizado em primeiro lugar pela idolatria e idealização do ser amado bem semelhante ao amor virtual.
A pessoa chega a gostar e admirar tanto o outro que passa a achá-lo perfeito e não enxerga seus defeitos
Esse “tipo de amor” acredita na existência de dois mundos:
o real e o ideal.
 O amor acontece no mundo ideal, ou seja, não passa das idéias,é aquele que nunca será concretizado.
 Começa com a atração por alguém e, em seguida,
já se faz planos para passar a vida inteira com a pessoa.
É uma mistura de sentimentos em exagero.
A pessoa age de uma forma que agrade a pessoa amada.
Romântico em demasia, na maioria dos casos, revela imaturidade emocional,pois vive-se a ilusão da perfeição do ser amado em uma relação idealizada e que pode não se concretizar.
Dificilmente um amor com estas características
sobrevive às frustrações e dificuldades da realidade.

Passa a ser entendido como um amor à distância,
que não se aproxima, não toca, não envolve.
 Reveste-se de fantasias e de idealização.
O objeto do amor é o ser perfeito, detentor de todas as boas qualidades e sem máculas.
 Distancia-se da realidade e, como foge do real, mistura-se com o mundo do sonho e da fantasia.

Talvez as pessoas que amam platonicamente
permanecem solitárias,
privadas do contato com o outro e conseqüentemente não vivenciam a experiência enriquecedora que é a troca que ocorre numa relação a dois, onde ambos podem revelar desejos, pensamentos, conflitos
e se beneficiarem com o conhecimento advindo
da relação com o outro.
O amor platônico satisfaz momentaneamente,
até que haja o adquirido amadurecimento que possibilita o revelar-se para o objeto de amor,mostrar-se em todas as suas faces, sem medo ou vergonha de perceberem-se verdadeiro,como acontece quando as pessoas sentem-se integradas e seguras.

O medo de não atender aos anseios do objeto amado,
 o sentimento de desvalorização,
incapacidade e desintegração podem contribuir
para o não aproximar-se, amar à distância,
impedindo que o indivíduo vivencie uma experiência de não só amar,mas sentir-se amado,não só cuidar e se preocupar,
mas sentir-se acolhido, contido e amparado.
Essa troca de experiências emocionais é que permite o sentimento de que amar e viver vale a pena,
e nos ajuda a suportar as dificuldades
 e conflitos do cotidiano.

O amor nos faz adotar atitudes nobres para sermos
 merecedores do amado.
O amor é uma espécie de frenesi e loucura que
nos estimula a viver
cada dia mais intensamente.
Portanto,cuidado com cada coração
que você conquistar

Beth Hanriot

Algumas atitude

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Papai, onde você está?Mike e Marilyn Phillipps
Uma noite, há muitos anos, nós recebemos uma ligação urgente. Alguns dias antes, nós havíamos conhecido um casal cuja família e o casamento foram transformados quando eles se inscreveram para participar do grupo Casados para Sempre. O marido fora um alcoólatra por quinze anos, resultando em muito sofrimento para a família e o casamento. Miraculosamente, Jesus libertou o esposo do alcoolismo e ele e sua esposa aprenderam o plano de Deus para o casamento. Eles foram convidados para compartilhar seu incrível testemunho do poder de cura de Deus, em nosso programa de televisão. Pela primeira vez em sua vida conjugal, seu lar estava repleto de alegria e paz.

Agora a voz no outro lado da linha dizia que o esposo havia sofrido um terrível acidente e que fora levado para o pronto socorro. Junto com outro líder corremos para o hospital. Durante o percurso oramos, “Senhor permita que este homem viva. Eles estão começando a viver as Suas bênçãos.” Nossa fé era grande, embora soubéssemos que as circunstâncias eram graves.

Quando chegamos ao hospital fomos conduzidos a uma pequena sala no fim do corredor do setor de emergências. Nós sabíamos que este não era um bom sinal, mas nós estávamos determinados a permanecer em fé. A sala estava muda. Vários parentes e amigos estavam sentados orando silenciosamente. Em um sofá três pequenas crianças acotovelavam-se tentando desenhar um ao lado do outro. Nós nos viramos e vimos a mãe retornando acompanhada do médico, de um lado, e do capelão, do outro. O olhar em seu rosto nos contou o que não queríamos ouvir.

Ela sentou-se em uma poltrona e reuniu os filhos em seus braços. Com a voz embargada, ela falou docemente com eles, “Crianças, o papai não sobreviveu!” 
As palavras tocaram a todos nós, mas atingiram às crianças com uma força feroz. Em uma única voz eles gritaram “Não”! Repetidamente, eles gritaram aquela simples palavra: “Não”! Aquela palavra ecoou pela sala e foi somente abafada por seus soluços. Aquela única palavra ressoou em nossos ouvidos. De repente ela começou a multiplicar-se em nosso interior. De pé naquela sala, começamos ouvir as primeiras centenas, depois milhares, e por fim milhões de “Não” ecoando dentro de nós. O choro de muitas crianças era perturbador. Quando não podíamos mais suportar o som, o Senhor falou em nossos corações.

“Vocês ouvem o choro desses pequeninos que acabaram de perder o pai. Vocês entendem a dor deles. Vocês padecem pela perda deles. Contudo, todos os dias milhões de crianças em todo o mundo perdem um dos pais através do divórcio e não há quase ninguém que ouça o choro deles. Não esqueça o que eu mostrei a vocês nesta noite. Não esqueça o choro que vocês ouvem dentro de seus corações agora. Ele é o choro interior do luto silencioso, dos pequenos que perderam um dos pais.”

A sala onde estávamos pareceu criar vida. Um a um os parentes e amigos presentes passaram a confortar a família. Carinhosamente pegavam as crianças em seus braços e com ternura sussurravam palavras de esperança em seus ouvidos, “papai está nos céu com Jesus agora”. Enquanto eles abraçavam e consolavam aqueles pequeninos, Deus outra vez falou aos nossos corações. “Vocês estão ouvindo alguém dizer a essas crianças que o que aconteceu foi uma coisa boa. Alguém está dizendo que as coisas agora vão melhorar? Algum deles está dizendo que a vida deles vai melhorar agora que seu pai se foi? Contudo, é exatamente o que filhos do divórcio ouvem quando expressam sua tristeza pela sua perda.”

Nós então começamos a perceber que com muita freqüência, no esforço de aliviar a própria dor, os adultos desprezam a tristeza e a consternação dos filhos. Pelo fato dos adultos racionalizarem que o evento do divórcio deverá solucionar os problemas, são levados a pensar que são capazes de convencer também as crianças de que isso é verdade.

Para uma criança, o divórcio pode ser ainda pior do que a morte. Num dado momento, a criança chega a compreender a morte. É muito mais simples enfrentar a morte do que entender porque um dos pais que eles amam decidiu ir embora e agora vive do outro lado da cidade com uma nova família. Nós já ouvimos muitos conselhos dirigidos a casais divorciados em que se recomenda dizer aos filhos que o conflito é entre pai e mãe, e que isso nada tem com os filhos. Nós nos perguntamos o que deve um filho pensar quando seus pais então se casarem novamente e tiverem outros filhos. Nossa suspeita é de que a mensagem seja muito mais forte e clara do que qualquer coisa que papai ou mamãe possam ter dito na intenção de confortá-los

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Amor um sentimento indefinido!

M
Muitas vezes pensamos que amamos...
mas simplesmente sentimos emoções,
que não se descrevem como amor de verdade...
apenas emoções!!!
ilusões de amar...
Já se falou tanto em amor,amizade e paixão...
Que tal falarmos o que não é amor?
Se você precisa de alguém pra ser feliz ,isso não é amor :È CARENCIA
Se você tem ciumes ,insegurança e faz qualquer coisa pra conservar alguém ao seu lado,mesmo sabendo que não é amado e ainda diz que confia nessa pessoa;mas não nos outros que lhe parecem todos rivais ,isso não é amor:E FALTA DE AMOR PROPRIO.
Se você acredita que ruim com ela(e),e pior sem ela(e),e sua vida fica vazia sem essa pessoa,não consegue imaginar sozinho e mantem um relacionamento que já acabou só por que não tem vida propria-existem em função do outro-isso não é amor:È DEPENDENCIA.
Se você acha que o ser amadolhe pertence,sente dona(O) e senhor(a)de sua vida e de seu corpo,não lhe dá o direito de se expressar de tuas escolhas ,só pra afirmar seu dominio,isso não é amor:È EGOÌSMO.
Se você não sente desejo,não se realiza sexualmente,prefere nem ter relações sexuais com essa pessoa,porém sente algum prazer em estar ao lado dela ,isso não é amor :E SIM AMIZADE.
Se vocês descutem por qualquer motivo,nem sempre fazem os mesmos planos ,discordam em diversas situações,não gostam de fazer as mesmas coisas,não gostam de ir ao mesmo lugar,mas sexualmente combinam perfeitamente,isso não é amor:É DESEJO.
Se seu coração palpita mais forte,o suor torna-se intenso ,sua temperatura sobe e desce vertigiosamente apenas em pensar na outra pessoa,isso não é amor:´E PAIXÂO.
  Agora sabendo o que não é amor fica mais fácil analisar,verificar,o que está acontecendo e procurar resolver a situaçãoou se programar para atrair alguém,por quem sinta carinho e desejo,que sinta o mesmo por você ,pra que possam contruir um relacionamento equilibrado ,aí sim,esse é o verdadeiro e eterno amor!!
  Meu pai,disse um dia:Filha...você terá três tipos de pessoas em sua vida:
-UM AMIGO=aquela pessoa que você terá sempre uma grande estima ,que você sabe que poderá confiar e contar sempre,que bastará você insinuar que precisa de ajuda está sendo ajudada.


-UM AMANTE=aquela pessoa que faz seu coração pulsar,que fará com que você flutue e nada importará quando vocês estiverem juntos.


-UMA PAIXÃO=aquela pessoa que você amará ,desejará incondicionalmente,as vezes nem lhe importando se ele quer ou não e talvéz nem eel fique sabendo disso.


MAS SE VOCÊ CONSEGUIR REUNIR ESSAS TRES PESSOAS EM UMA SÓ PODE TER CERTEZA FILHA:
           
          VOCÊ ENCONTROU A FELICIDADE!!!!




Prá nós

Prá nós: "– Enviado usando a Barra de Ferramentas Google"

O amor é um sentimento indefinido!

Muitas vezes pensamos que amamos.
mas simplesmente sentimos emoções
que não se descrevem como amor de verdade..
apenas emoções!!!
ilusões de amar ...
Já se falou tanto em amar,amizade e paixão...
Que tal falarmos o que não é amor?
Se você precisa de alguém pra ser feliz,isso não é amor
.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Coração com coração.

video
Quando se ama o corçaõ pulsa pedindo o coração da pessoa amada.Amar é ouvir suas batidas mesmo longe e ouvindo seu nome dentro dele ,quando repousamos a cabeça no coração do ser amado sentimos cada segundo de seu pulsar,e a paz,trankilidade,sensibilidade se aflora entendendo que ama e é amado(a)

Um outro tipo de nudez

Talvés a verdadeira excitação esteja ,hoje ao ver uma mulher se despir de verdade...emocionalmente .
 Nudez pode ter um significado diferente e muito mais intenso.È assistir uma mulher desabotoar suas fantasias,suas dores,sua história.
  È erótico ver uma mulher que sorri,que chora,que vacila,que fica linda sendo sincera,que fica uma delicia sendo divertida,que deixa qualquer um maluco sendo inteligente.
  Uma mulher que diz o que sente e que pretende,sem meias verdades,sem esconder seus pequenos defeitos.
  Aliás deveríamos nos orgulhar de nossas falhas pois é o que nos torna humanas e não bonecas de porcelana.
  Arrebatador é assistir ao desnundamento de uma mulher que em sempre poderá confiar mesmo que vire ex mesmo que saiba de mais.
  Agora não há charme e nem suspense ,estamos na era das mulheres coesificadas posa nuas porque considera um degrau na carreira.Até é ,na maioria das vezes,um degrau na decadência .Escadas serve para descer também.
  Não é fácil tirar a roupa e ficar pendurada numa banca de jornal ,mas dificil por dificil,também é complicado abrir mão de pudores verbais,expor nossos segredos e insanidades ,revelar nosso interior.Mas o que devemos fazer."Despir"nossa alma ,e mostrar pra valer quem somos,e o que trazemos por dentro.Não conheço strip-tease mais sedutor!